top of page

O que são fundos de investimento estruturados (FIPs, FIDCs e FIIs) e qual a sua importância?

Atualizado: 22 de abr.

Uma análise da importância e funcionamento desses ativos


Homem de terno mostrando para seu amigo dados em seu computador
Fundos de investimento estruturados impulsionam diversificação e rentabilidade, fundamentais para investidores | Créditos: Freepik

Os fundos de investimento estruturados são modalidades que se destacam pela capacidade de financiar projetos específicos, como imobiliários, florestais, de participação em empresas e direitos creditórios. Estes fundos estão divididos em três principais categorias: Fundos de Investimento em Participações (FIPs), Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDCs) e Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs).


Suas utilidades variam. Os FIPs, por exemplo, são comumente utilizados para investir em empresas ainda em desenvolvimento, com a finalidade de obter retornos significativos quando a empresa amadurece e cresce. Já os FIDCs são utilizados para converter dívidas, como aluguéis, cartões e outros, em títulos que são repassados e proporcionam uma rentabilidade atraente. Por fim, os FIIs são usados em empreendimentos imobiliários, como shoppings, hospitais e prédios comerciais, eles permitem que quem invista nele obtenha renda através dos aluguéis desses imóveis.


FIPs ou Fundos de Investimento em Participações

Os FIPs são ativos que se concentram em empresas que estão em fase de desenvolvimento ou crescimento. Eles são amplamente reconhecidos pela sua capacidade única de adquirir uma variedade de ativos financeiros, que incluem ações, debêntures, bônus de subscrição e outros títulos e valores mobiliários emitidos por companhias (abertas ou fechadas), entre outros.


Uma característica distintiva dos FIPs é que eles permitem participar no processo decisório da companhia que recebe o capital, o que dá ao investidor a oportunidade de influenciar na definição da política estratégica da empresa, bem como na sua gestão, isso torna sua participação mais ativa e significativa.


No entanto, é importante destacar que os FIPs carregam um risco associado que é consideravelmente alto. A razão para isso é que eles investem em empresas que ainda estão em fase de consolidação ou crescimento, e, portanto, existem incertezas e imprevisibilidades associadas ao seu desempenho e sucesso.


Fundos de Investimento em Direitos Creditórios ou FIDCs

Os FIDCs, ou Fundos de Investimento em Direitos Creditórios, são um tipo de fundo que se concentra na aquisição de direitos creditórios. Direitos creditórios são, em termos simples, dívidas que uma empresa tem a receber, sejam elas decorrentes de vendas a prazo, serviços prestados ou outras operações comerciais. Sendo assim, esses fundos são um meio de investimento que pode oferecer uma rentabilidade superior ao CDI.


A razão para essa alta rentabilidade é que eles reúnem em seus portfólios títulos de dívida que podem ser de devedores não conhecidos ou não tradicionais, e assim permitem um maior retorno potencial. Uma das principais características que distinguem os FIDCs de outros tipos de fundos é que eles investem especificamente em recebíveis de uma empresa.


FIIs ou Fundos de Investimento Imobiliário

Os Fundos de Investimento Imobiliário, conhecidos como FIIs, se concentram na aquisição de ativos imobiliários. Esses ativos podem abranger uma ampla gama de empreendimentos, desde shoppings e hospitais até prédios comerciais, ou até mesmo ativos relacionados, como Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs). Quem escolhe investir em um FII se torna um dos "proprietários" do imóvel ou ativo em questão, ou seja, eles têm direito a uma parte dos rendimentos gerados pelo aluguel desses imóveis.


A importância dos fundos de investimento estruturados

Os fundos de investimento estruturados desempenham um papel extremamente vital no mercado financeiro e atuam como uma força motriz significativa para o crescimento e a estabilidade econômica. Eles proporcionam uma oportunidade única e valiosa de ter acesso a uma gama mais ampla de ativos. Esses ativos, que geralmente não estão disponíveis para serem adquiridos individualmente, abrem um novo mundo de possibilidades para os investidores.

Comments


bottom of page