top of page

Método de Transações Comparadas: como funciona?

Tudo sobre o processo e como pode ajudar na avaliação de empresas e imóveis


Dois prédios vistos de baixo para cima, o da direta é alaranjado enquanto o da esquerda é amarelado
Método de Transações Comparadas: Uma abordagem crucial na avaliação de ativos e empresas para decisões de investimento estratégicas | Crédito: Freepik

O Método de Transações Comparadas ou Comparativo Direto é uma abordagem valiosa na avaliação de ativos imobiliários. É usado para determinar o valor de um ativo, como imóveis ou negócios, com base em operações semelhantes que ocorreram no mercado recentemente. Esta fórmula é especialmente útil em mercados onde há uma quantidade significativa de transações parecidas disponíveis para análise. 


Quando utilizar o Método de Transações Comparadas e por que não optar por outros

A escolha do método de avaliação depende muito do tipo de ativo que está sendo avaliado e das informações disponíveis. Embora seja bastante eficaz, ele pode não ser o mais adequado em todos os casos. Por exemplo, se o ativo a ser avaliado é muito exclusivo ou se não existem transações comparáveis recentes que possam ser usadas, este método pode não ser a melhor escolha.


Outros processos de avaliação, como o Fluxo de Caixa Descontado, podem ser mais adequados em tais situações, já que ele é baseado na projeção dos fluxos de caixa futuros que o ativo irá gerar e pode ser uma escolha melhor quando se avalia uma empresa que tem um fluxo de caixa previsível e estável.


Por fim, é importante lembrar que todos os métodos possuem limitações e que a melhor abordagem geralmente envolve a combinação de mais de um tipo de fórmula. Assim, é possível obter uma visão mais abrangente e precisa do valor de um ativo. Isso ajuda a mitigar as limitações de cada um e a chegar a uma avaliação mais confiável.


De que maneira a fórmula é usada para valorizar uma empresa?

A avaliação por múltiplos está intimamente relacionada ao Método de Transações Comparadas. Ambos os métodos baseiam-se na ideia de comparar "maçãs com maçãs" - empresas semelhantes em termos de tamanho, indústria e localização. Este último método também usa transações recentes de empresas semelhantes para estimar o valor da empresa que está sendo avaliada, oferecendo um alto grau de precisão, mas também sujeito a possíveis desvantagens.


O método de avaliação por múltiplos é uma prática notável na avaliação de empresas, sendo conhecido pela sua abordagem rápida e prática na identificação de boas oportunidades de investimento. 


Esta metodologia de valor relativo baseia-se na precificação de empresas semelhantes no mercado para determinar o valor de uma empresa específica. O processo envolve a comparação e análise de múltiplas empresas parecidas no mercado, levando em consideração suas características.


Os analistas identificam um conjunto de empresas comparáveis no mesmo setor que compartilham características semelhantes em termos de tamanho, taxa de crescimento e lucratividade. Em seguida, são analisadas operações recentes dessas empresas, como fusões, aquisições ou ofertas públicas iniciais. 


Essas análises ajudam a determinar o valor de mercado da empresa que está sendo avaliada.


Um dos principais benefícios da avaliação por múltiplos é que ela se baseia em dados reais do mercado, proporcionando um alto grau de precisão e a tornando um dos métodos de avaliação mais confiáveis disponíveis.


No entanto, existem algumas desvantagens, como empresas que podem não ser verdadeiramente comparáveis à empresa que está sendo avaliada. Erros humanos na interpretação, cálculos ou no próprio processo também são possíveis.


Riscos potenciais associados

Como qualquer outro, o Método de Transações Comparadas têm seus próprios riscos. Um risco potencial é que as operações parecidas possam não ser verdadeiramente comparáveis à propriedade que está sendo avaliada. Isso pode acontecer se as propriedades usadas forem de tamanhos diferentes, tiverem comodidades diferentes ou estiverem localizadas em diferentes áreas. 


É possível também que os dados usados na fórmula possam não ser precisos ou atualizados. Esses dados geralmente são coletados a partir de registros públicos, que às vezes podem ser imprecisos ou desatualizados. Além disso, os dados podem não ser representativos de todos os negócios recentes, o que também pode afetar a precisão da estimativa de valor.


Sempre existe o potencial de erro humano ao usar qualquer método de avaliação, mesmo no Comparativo Direto. Isso pode acontecer se os dados forem interpretados ou calculados com erros, além de outros impasses ao longo do processo. .


Conclusão

Em conclusão, o Método de Transações Comparadas é uma ferramenta valiosa na avaliação de ativos e empresas. Ele fornece uma estimativa de valor baseada em dados do mercado real, o que pode fornecer um alto grau de precisão. No entanto, somente em conjunto com outros métodos de avaliação é possível obter uma visão mais completa do valor de um ativo ou negócio.


Em geral, a fórmula funciona ao analisar transações recentes de ativos ou empresas semelhantes. Embora existam riscos, como a possibilidade de as operações similares não serem verdadeiramente comparáveis ou os dados utilizados não serem precisos e atualizados, com a devida cautela e compreensão dos riscos envolvidos, o Método de Transações Comparadas pode ser uma ferramenta útil para ajudar as empresas a tomar decisões de investimento estratégicas.


Comments


bottom of page